Recent Posts

20/07/2010

A grande estrela




Ela, a grande Betty Boop. Personagem de mais de 100 animações na década de 30, ficou marcada pelo seu porte sensual, roupas curtas e mulher independente. Em 1934, o Código de Produção censurou a personagem, Boop então teve que passar a usar mais roupas, mas os desenhistas mantiveram sua sensualidade.


Aqui se seguem duas animações de Betty Boop, a primeira, provavelmente o desenho mais bizarro que você verá: Boop vende um remédio que cura as pessoas de uma forma bem inusitada. Já a segunda foi censurada por conter 'uso de drogas', que nada mais é que um tipo de gás hilariante, enfim, foram os conturbados anos 30 e sua censura.








Além de sensualidade, os desenhos de Betty Boop exalam criatividade (pouco vista hoje, salvo algumas exceções, como os Simpsons) e doçura. Boop era a Marilyn Monroe da animação, roubava a cena com facilidade.

Um dos cartoons mais famosos de Boop:






5 comentários:

Pedro Sombra disse...

Muito interessante o texto. Realmente a Betty foi uma espécie de Sxy Simbol. Décadas atrás, hoje as coisas estão realmente diferentes. E pensar que na década de 1950, quando o Pato Donald veio ao Brasil e conheceu o Zé Carioca, ambos tomaram cachaça e desfilaram pelo Rio fumando charutos e dançando samba. Cigarros e bebidas eram apresentados de forma comum às crianças daquela época. Talvez seja a mesma coisa com pessoas que pensam em censurar obras primas como "Capitães da Areia", de Jorge Amado. Por mais fortes as imagens, são coisas cotidianas. Os desenhos de hoje apenas querem mostrar tudo colorido aos pequenos burgueses, enquanto crianças menos favorecidas economicamente falando estão passando fome e vivendo na pele o que o ser humano é capaz de fazer. Não se pode negar a realidade.

Alan Raspante disse...

Acho a Betty Boop, incrível. Como você falou ela é a marilyn em desenho, rouba a cena e exala uma sensualidade fora do comum, rs
Muito Bom!
cinemapublico.blogspot.com
homevintage.blogspot.com

ChibiQuimera disse...

acho que ela foi o primeiro desenho para adultos da história, foi mesmo?

Natália Pedroso disse...

A Betty é realmente um dos meus desenhos favoritos dessa época.. a sensualidade dela é lembrada até hoje.. e como Marilyn vai ser eternizada.. não é a toa que a bolsa que uso com minhas parafernalhas femininas é dela toda a estampa! :D

beijos!

Roderick Verden disse...

Muito interessante o texto. Parabéns! A Betty me faz lembrar uma mulher q muito mexeu comigo.